Feira Hippie de BH, conheça essa tradicional feira de artesanato

A feira hippie de BH, conhecida também como feira de artesanato da Av. Afonso Pena é um dos principais pontos de encontro dos belo-horizontinos nas manhãs de domingo.

Além disso, a feira é um atrativo turístico que reúne no coração da capital mineira, visitantes de vários cantos do país em busca de arte, cultura, moda e, é claro, de uma boa experiência gastronômica.

Continue a leitura e descubra mais sobre a feira hippie!

Um pouco de história

A feira hippie de BH nasceu em 1969, idealizada por um grupo de artesãos mineiros e críticos de arte.

Em 1973 a feira foi reco­nhe­cida e ofi­ci­a­li­zada pela Prefeitura de Belo Horizonte.

Já em 1991, ela foi transferida da Praça da Liberdade para sua localização atual, na Av. Afonso Pena e assim, deu origem à maior feira de artesanato a céu aberto da América Latina.

O que você vai encontrar na feira hippie de BH?

A feira de artesanato da Av. Afonso Pena atrai milhares de pessoas que aproveitam a manhã e o começo da tarde para fazerem um passeio ou algumas compras.

A princípio, o espaço é organizado por barracas e divido em 17 setores, que totalizam cerca de 3000 expositores.

Na feira hippie você encontra uma grande variedade de produtos como, vestuário, bijuterias, cintos, calçados, bolsas e acessórios; flores e arranjos; cestaria, mobiliário, objetos de decoração e utilidades domésticas; tapeçaria, artigos para cama, mesa e banho; artigos infantis e artes plásticas.

Ufa! É muita coisa, não é mesmo?

Ainda tem as áreas de alimentação, com diversas opções de petiscos como, churrasquinhos, pastel, acarajés, sanduíches, espetinhos, caldos, salgados, milhos, bolos, entre outros.

Tudo o que você precisa saber antes de visitar a feira hippie de BH

A feira hippie está localiza-se nas vias movimentadas do centro de BH, mais precisamente entre a Rua da Bahia e a Avenida Carandaí.

Para quem ainda não conhece, vale mencionar como referência, o Parque Municipal, uma das maiores áreas verdes da cidade.

E se você nunca foi à feira hippie, mas está pensando em fazer uma visita, há alguns detalhes importantes que farão diferença durante o passeio.

Por isso, listamos algumas dicas para você aproveitar esse momento de lazer com mais tranquilidade.

Confira!

Que horas ir

A primeira dica é que você chegue mais cedo à feira, caso seu objetivo seja fazer umas compras.

Mas é cedo mesmo!

Afinal, à medida que as horas avançam, o local tende a ficar cheio e você poderá ter mais dificuldade para circular entre os corredores.

Sendo assim, para aproveitar um fluxo menor de pessoas, o ideal é chegar lá às 7h.

Como ir

Se você pretende ir à feira hippie de carro, é bom se planejar, pois, é quase impossível encontrar uma vaga disponível nas imediações.

Uma das alternativas é pagar estacionamento, mas já vamos logo avisando que o preço pode ser um pouco salgado.

Desse modo, para evitar dores de cabeça e economizar, sugerimos que você opte pelo transporte público ou aplicativos.

Além disso, a feira é extensa e muito cheia. Então, se você estiver acompanhado da família ou dos amigos, fique atento para não se perderem.

Combinem de se reencontrarem em um local específico se isso acontecer.

O que vestir

Bom, se você vai à feira hippie, precisa estar disposto a caminhar sob um sol escaldante, sobretudo no verão.

Por isso, é importante usar roupas leves e de cor clara.

Além disso, não se esqueça de passar protetor solar.

Outro cuidado que você deve tomar é em relação ao calçado.

Nesse sentido, um tênis confortável pode ser a sua melhor escolha, a menos que esteja pensando em passar nas barracas de calçados.

Afinal, tênis não é nada prático na hora de experimentar um novo sapato, concorda?

 Como comprar

Na feira você encontra muitos produtos similares e de diferentes preços.

Portanto, não deixe de dar aquela pesquisada antes de comprar.

O problema é que durante essas pesquisas, pode se perder em meio a tantas barraquinhas.

Para encontrar facilmente um expositor, tente guardar a localização dele.

Para isso, observe ao seu redor e escolha um ponto de referência próximo a essa barraca.

Vale saber ainda que a maioria dos expositores aceita cartão de débito e de crédito como meio de pagamento.

Logo, você não precisa levar consigo uma grande quantia em dinheiro.

Assim, você poderá andar pelos corredores da feira com mais segurança.

 

Agora que você já tem todas as informações sobre a feira hippie de BH, não há mais desculpas!

Para você que mora na cidade, basta escolher um domingo pra ir até lá conhecê-la.

E você que não reside em BH, nem pense em visitar a capital dos bares e não passar na feira de artesanato mais famosa do Brasil.

Você não faria uma desfeita dessas, faria?

Deixar uma resposta